Por Nuernberg Em releases Atualizada em 04 AGO 2020 - 12H28

Mercado de feiras inova para superar crise de COVID-19

Confira a entrevista que fizemos com Diego Nicolau de Carvalho, Diretor de Portfólio da NürnbergMesse Brasil!

O novo coronavírus trouxe mudanças em vários setores da economia, principalmente por conta do isolamento social. Uma das consequências foi o cancelamento e adiamento de eventos e feiras a fim de evitar a aglomeração de pessoas.

Então, como ficam as empresas desse setor? Quais atitudes podem ser tomadas para driblar essa situação e não perder negócios?



Sabemos que estamos diante de uma crise sem precedentes, mas é possível usar a tecnologia para se reinventar nesse ramo e se manter no mercado. Quer saber mais sobre o assunto? Confira a entrevista que fizemos com Diego Nicolau de Carvalho, Diretor de Portfólio da NürnbergMesse Brasil!

Qual estratégia pode ser adotada pelas empresas com o cancelamento de eventos?

Com o novo coronavírus, a pandemia tornou-se, nos últimos meses, o principal assunto nas rodas de conversa de empresas organizadoras de eventos, visto que os profissionais do setor precisam tomar decisões difíceis rapidamente.

São obrigados a equilibrar duas prioridades: por um lado, é crucial manter a saúde e a segurança dos patrocinadores e dos participantes; por outro, é necessário cumprir as obrigações financeiras ou minimizar as perdas causadas por essa crise.

Nesse sentido, ganham destaque os eventos no formato digital. "Os eventos on-line são de extrema importância para o relacionamento com os mercados, mas não substituem os presenciais", enfatiza Diego de Carvalho.

Ele acredita no mix (presencial e virtual) como solução devido às incertezas no mercado e entende que a plataforma de feiras é fundamental para ajudar na reconstrução das economias e unir toda a indústria.

Isso porque as feiras e os eventos significam negócios reais e representam o comércio local e global, pois conectam as pessoas em todo o mundo. Em resumo, têm um papel de recomeço e renovação.

Por que é importante pensar em eventos de diferentes formatos?

É preciso salientar a finalidade dos eventos de negócios:
• proporcionar conhecimento da marca;
• trazer receitas para o organizador;
• compartilhar informação atualizada;
• criar redes.

Durante muito tempo, as tradicionais reuniões presenciais pareciam ser a melhor forma de atingir esses objetivos e a resistência à adoção de novos formatos surgiu principalmente por não se saber até que ponto essas alternativas eram válidas.

"À medida que a tecnologia evolui, chegamos à conclusão de que os encontros virtuais e híbridos podem preencher a lacuna deixada pelo cancelamento de eventos em larga escala e por outras restrições decorrentes da situação atual. Eles oferecem algumas vantagens substanciais, como benefícios financeiros, aumento de audiência, mensuração e facilidade de transição", argumenta Carvalho.

Como organizar e qual é o melhor formato?

A questão central para os organizadores é saber se todos os eventos podem ser realizados à distância. Com a tecnologia, sabemos que vários eventos, desde sessões científicas a workshops, podem acontecer virtualmente, cada um seguindo um formato próprio.

Nesse sentido, existem cinco tipos de eventos em linha, que diferem uns dos outros em termos de localização e níveis de interação. São eles:
• transmissão centralizada a partir de um único local e sem interação com o público;
• transmissão centralizada a partir de um único local com plena interação com a audiência;
• radiodifusão centralizada a partir de um único local com uma interação limitada com a audiência, ou seja, apenas um número de participantes pode interagir;
• radiodifusão a partir de múltiplos locais e sem interação com a audiência;
• radiodifusão a partir de múltiplos locais com múltiplas interações com a audiência.

Segundo Carvalho, cada um desses formatos requer uma estratégia diferente para garantir uma entrega e um compromisso otimizados. Independentemente do tipo de evento, todo o planejamento deve ser orientado para o reforço da interação com o público e do apoio à infraestrutura virtual.

Como as empresas do setor podem tirar proveito das transmissões ao vivo?

As transmissões ao vivo de webinars e lives são oportunidades gratuitas que servem como alternativa ao cancelamento de eventos, pois focam a geração de leads, ou seja, contatos que podem se tornar clientes.

Entretanto, é necessário entender as especificidades de cada formato. A live, por exemplo, tem horário específico e não pode ser acessada em outros momentos com o intuito de fazer uma apresentação, seja de um produto corporativo, um serviço, uma aula ou um treinamento. Já os cursos vão além do conteúdo apresentado, pois contam com material complementar, atividades auxiliares e certificação.

Então, é possível aproveitar esses canais para:
• atender solicitações, tirar dúvidas e transmitir informações importantes aos clientes;
• oferecer suporte e apoio para o uso de produtos e serviços no pós-venda;
• solicitar feedback e sugestões dos clientes sobre o atendimento;
• abrir espaço para reclamações e resolver cada caso com a devida atenção;
• executar estratégias de marketing, compartilhando conteúdos e materiais que agregam valor e ajudam a fidelizar clientes;
• promover ofertas, promoções, descontos e vantagens especiais;
• informar sobre as novidades da empresa e tendências do mercado;
• convidar leads e clientes para eventos, webinars e demonstrações;
• apresentar novos produtos e serviços em primeira mão;
• realizar pesquisas e enquetes para conhecer melhor o público.

Como se valer da tecnologia para os eventos e oferecer ao público uma boa experiência?

Com a crescente realização de lives e outros encontros virtuais, surgiu a necessidade de se pensar na saúde mental das pessoas devido à quantidade de eventos e uma possível ansiedade em decorrência do isolamento. Também é urgente considerar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Para não exagerar com as iniciativas na modalidade digital, as empresas devem ser claras quanto aos objetivos e à estratégia dos eventos. Carvalho orienta a agendar as datas ao vivo com um intervalo adequado, realizar pausas entre as sessões e fazer pesquisas para entender quais são as demandas existentes e o que de fato faz sentido para seu público-alvo.

É essencial também oferecer informação de qualidade nas transmissões, buscando fontes seguras e de credibilidade.

Escolha do prestador de serviço

Com o cancelamento de eventos presenciais e o uso cada vez maior das estratégias virtuais, a decisão mais importante dos organizadores é escolher um prestador de serviços com experiência e a tecnologia necessária para garantir um evento on-line de sucesso. Assim, você proporciona uma boa experiência ao público.

É necessário ainda contar com ferramentas fáceis de usar para recrutar participantes e patrocinadores. Como os encontros nesse modelo são novos, os organizadores precisam, junto aos patrocinadores, não apenas realizar a venda, mas também orientar quanto ao uso dos recursos.

Como fica o networking nesse novo cenário?

Sabemos que construir uma rede de contatos profissional de maneira presencial é uma situação que está suspensa por enquanto. Desse modo, as pessoas devem ajustar sua abordagem e encontrar novos caminhos para criar conexões, além de interagir no LinkedIn e manter o perfil na rede atualizado.

"Para aqueles que constroem relacionamentos verdadeiramente benéficos para os dois lados, a porta estará sempre aberta", conclui Carvalho.

A Covid-19 acarretou o cancelamento de eventos e feiras, exigindo novas estratégias dos organizadores. Pensar em uma experiência de qualidade para o público, superando suas expectativas, ser transparente e agir com empatia são atitudes que vão ajudar as empresas a escolher a solução mais adequada para esse momento.

Gostou do conteúdo que apresentamos? Quer tirar alguma dúvida sobre essa questão?
Entre em contato com nossa equipe. Let's talk!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Nuernberg, em releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.